icon facebook top  icon twitter top icon linkdin top   icon instagram top icon youtube top 

    Ações extensivas atendem mais de 50% da população do Pontal

    A responsabilidade social está plenamente inserida nas práticas de rotina da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), mediante extensão universitária, articulada com o ensino e a pesquisa. Em 2018 estão em andamento 28 programas e 394 projetos que, junto com 97 atividades esporádicas, totalizam 519 ações. São pelo menos 150 professores envolvidos e 5,5 mil alunos. A estimativa é fechar o ano com 361.507 pessoas atendidas pelas ações extensivas da Unoeste em Presidente Prudente e região, o que significa mais da metade da população 32 municípios do Pontal do Paranapanema, estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 620.953 habitantes.

    São ações que mantém a Unoeste, por anos seguidos, certificada com o Selo de Responsabilidade Social. Certificação concedida pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), da qual a universidade faz parte através de sua mantenedora que é a Associação Prudentina de Educação e Cultura (Apec). A iniciativa leva em conta as ações do ano todo e tem sua campanha em setembro, sendo que a deste ano ocorre nesta semana de 17 a 22.

    Nesta campanha a Pró-reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext) elenca dezenas de atividades, entre as quais está o Setembro Amarelo, inicialmente com ações dos cursos de Medicina (em Presidente Prudente e Jaú), Enfermagem e Psicologia, mas que passa a envolver todos os cursos da universidade, conforme o diretor da Faculdade de Medicina, Dr. Gabriel de Oliveira Lima Carapeba que irá expor a proposta para diretores e coordenadores na reunião mensal da Pró-reitoria Acadêmica (Proacad), nesta terça-feira (18).

    Carapeba conta que a ideia é estar atento aos diferentes tipos de transtornos capazes, ainda que eventualmente, de levar ao suicídio. Está sendo trabalhado o ambiente acadêmico, mas também com ações junto à sociedade, as quais devem ser ampliadas mediante o envolvimento de vários segmentos, incluindo gestores públicos e a classe empresarial. O pró-reitor de pesquisa, extensão e ação comunitária Dr. Adilson Eduardo Guelfi afirma que a Unoeste tem mantido uma destacada ação local e regional e que o Selo representa o reconhecimento ao papel da universidade enquanto agente transformador da realidade social das pessoas, dentro e no entorno da instituição.

    Dentre as ações pontuais está o Programa Unoeste Transforma, um mutirão de serviços e de prevenção à saúde, este ano já levado para os municípios de Narandiba, Taciba, Sandovalina e Mirante do Paranapanema, com 12 mil atendimentos. O Mutirão do Lixo Eletrônico já coletou em dez anos 700 toneladas; realizado em parceria com a Prefeitura. O projeto Saúde Visual do Escolar está no 9º ano, com 17 mil alunos atendidos em 26 escolas estaduais em Prudente. Iniciativa do Lions Clube Centenário e que também tem a parceria do Banco de Olhos da Santa Casa.

    Outra ação de grande impacto social é a contribuição do Projeto Vira Galo, do curso de Publicidade, para fortalecer a Rede de Proteção Social do Cidadão de Presidente Prudente e outros 29 municípios de seu entorno. A rede integra 350 profissionais de diferentes áreas para dar vasão aos boletins sociais, através da base informatizada denominada Sistema Órion instalada no Centro de Operações (Copom) 18º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I). São boletins resultantes de atendimentos que não propriamente casos de polícia; então são encaminhados para os atendimentos especializados de organismos públicos ou privados.

    Nesta semana da Campanha da Responsabilidade Social, a primeira ação desta segunda-feira (17) foi da empresa júnior do curso de Administração: a continuidade da coleta e reciclagem de óleo de cozinha usado. Uma ação permanente, iniciada no ano passado, em parceria com a Sabesp. Outros três cursos estão envolvidos, que são os do Agronegócio, Gestão de Pessoas e Ciências Contábeis, conforme as integrantes da Facic Jr, Alícia Recchiutti Domingos e Isis dos Santos. A professora Erika Mayumi Kato Cruz comenta que os pontos de coleta são nos campi I e II.

    Para esta terça-feira (18) está na programação, dentre as demais atividades que são de rotina, mais uma sessão de atendimento do Programa de Atuação Multidisciplinar na Reabilitação Equestre, às 7h30 junto a Grupamento de Policiamento Montado da Companhia de Força Tática do 18º Batalhão de Polícia Militar, com a prática de equoterapia para portadores de deficiências física e intelectual ou necessidades especiais; pelos cursos de Fisioterapia, Psicologia e Fonoaudiologia. Às 13h30 haverá a continuidade do projeto Educação e Cultura na Brinquedoteca, com alunos da rede municipal de ensino.

    O curso de Educação Física oferece das 11h20 às 12h30 no Centro Esportivo, no campus II, o projeto de “Natação e atividades aquáticas na promoção de saúde, integração e socialização da população acadêmica Unoeste”. Ainda nesta terça o curso de Fisioterapia dará continuidade ao programa de “Intervenção e tratamento para a população tabagista”, das 17h30 às 18h30 na sala 2 do Bloco E, no campus I.

    Foto: João Paulo Barbosa

    Fonte: Unoeste

    selo 35anos com logo negativa gradiente 

    SHN Qd. 01, Bl. "F", Entrada "A", Conj. "A" 
    Edifício Vision Work & Live, 9º andar - Asa Norte - Brasília/DF - CEP: 70.701-060
    Fone: (61) 3322-3252 - Fax: (61) 3224-4933
    E-mail: abmes@abmes.org.br